Menor confessa que matou garota após relação sexual em São José do Rio Claro MT

Bem Vindo , Hoje é

00:00:00

NOTÍCIAS / POLÍCIA

Menor confessa que matou garota após relação sexual em São José do Rio Claro MT

Folha Max  / 

04 de Janeiro de 2021 as 19:28

Foto: Reprodução

Em depoimento aos investigadores da Polícia Civil no município de São José do Rio Claro (313 km de Cuiabá), o adolescente de 17 anos detido pela morte da jovem Letícia dos Santos Silva, 18 anos, confessou que manteve relação sexual com a vítima e depois a matou estrangulada. Disse ainda que dormiu ao lado do cadáver e não demonstrou qualquer arrependimento. 

Apesar de admitir ter feito sexo com a garota, ele alegou que não a estuprou, pois em sua versão, ainda que contraditória, alegou que a relação sexual teria sido consensual. Também não informou o local onde deixou a calcinha da jovem, que foi encontrada somente de vestido. Ele se recusou a revelar o motivo de ter matado a garota. 

O corpo de Letícia foi encontrado neste sábado (2) numa plantação de soja nas proximidades do local onde ocorreu uma festa clandestina na virada do ano e ela participou. A vítima era moradora de Tangará da Serra (239 km de Cuiabá) estava passeando em São José do Rio Claro e visitando familiares. 

O corpo apresentava cortes de algum objeto contundente. No entanto, o menor também negou ter agredido a vítima com qualquer objeto cortante. Só admitiu que a estrangulou, dormiu ao lado do corpo e depois quando acordou foi embora. 

Conforme a Polícia Civil, o local onde foi localizado o corpo da vítima é próximo a onde ela foi vista pela última vez, um lugar chamado ‘Morrinho da luz’, onde foi realizada a festa. Letícia estava desaparecida desde o dia 1º, depois que saiu com primos e amigos para ver a queima de fogos da virada do ano na praça da cidade e depois foi à festa clandestina

Desde o desparecimento da jovem na noite do dia 31 de dezembro, a Polícia Civil passou a tomar os depoimentos de todas as pessoas que tiveram contato com a vítima e algumas apresentaram informações desencontradas. 

Uma chave de uma motocicleta encontrada perto do corpo ajudou os investigadores a confirmarem que o adolescente esteve no local, pois antes disso ele havia negado. Durante diligências, foi consttado que a chave pertence à motocicleta do do adolescente que esteve com Letícia. Ele então foi apreendido, levado a delegacia e interrogado na manhã deste domingo (3), ocasião em que confessou o homicídio e relatou ter feito sexo com a jovem antes de matá-la estrangulada. 

A delegada da PJC, Angelina Andrade, é quem preside o inquérito e informou que o adolescente será autuado em flagrante pela prática do ato infracional análogo a homicídio qualificado (traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima). As diligências continuam para apurar o possível envolvimento de outras pessoas e a motivação do crime.

 











Comente Logo Abaixo