Disputa por comando do BB tem 2 nomes de fora da instituição

Bem Vindo , Hoje é

00:00:00

NOTÍCIAS / BRASIL

Disputa por comando do BB tem 2 nomes de fora da instituição

Larissa Rodrigues, Igor Gadelha e Anna Russi, da CNN  / 

27 de Julho de 2020 as 13:46

Foto: Divulgação

Três nomes de dentro do próprio Banco do Brasil e outros dois de fora da instituição estão entre os mais cotados para assumir a presidência do BB, que está vaga desde que Rubem Novaes entregou sua carta de renúncia, na última sexta-feira (24).

Entre os nomes de fora do banco público, são cotados o presidente do Conselho de Administração do BNDES, Marcelo Serfaty, e a titular da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), Solange Vieira.

Serfaty já foi presidente do conselho de administração do BB no início do governo Bolsonaro. Além de Guedes, ele tem boa relação com o secretário Desestatização e Privatização do Ministério da Economia, Salim Mattar.

Entre as apostas internas do BB, estão vice-presidentes como Mauro Ribeiro Neto, VP Corporativo, e Carlos Hamilton, VP de Gestão Financeira e Relação com Investidores. Outra possibilidade é o presidente do Conselho de Administração do banco, Hélio Magalhães.

Segundo o analista da CNN Igor Gadelha, a indicação do ministro da Economia, Paulo Guedes, é de que o próximo presidente do BB será alguém com um perfil "mais dinâmico e mais jovem" que Novaes, de forma a atender as mudanças e inovações do setor financeiro.

Com o forte impacto econômico da pandemia da Covid-19, o Banco do Brasil aumentou sua atuação na concessão de crédito às empresas.

 

Solange Vieira 

Atualmente na chefia da SUSEP, Solange Vieira é servidora de carreira do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Além de ter auxiliado no desenvolvimento da reforma da Previdência de Guedes, a economista criou, em 2000, o fator previdenciário.

Vieira passou também pelas secretarias de Previdência Complementar e de Administração da Advocacia-Geral da União (AGU). Foi assessora da presidência no Supremo Tribunal Federal (STF) e presidiu a Agência Nacional de Aviação (Anac).

 

Marcelo Serfaty

Sócio-fundador do fundo de private equity G5 Partners e fundador da Fiducia Asset Management, Serfaty saiu do Conselho de Administração (CA) do BB para assumir seu atual cargo no BNDES. Ele também foi membro do CA e da Comissão Executiva do Banco Pactual, onde trabalhou por anos ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Vale lembrar que quando foi indicado ao CA do BB, em 2019, a Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb) alegou que o nome de Serfaty representava conflito de interesse, levando a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a questionar a indicação.

 

Mauro Ribeiro Neto

Ex-diretor de Governança Corporativa e Avaliação de Empresas Estatais do extinto Ministério do Planejamento, Mauro Ribeiro Neto, era assessor especial de Novaes. Ainda no antigo Planejamento, foi um dos responsáveis pela implementação da Lei de Responsabilidade das Estatais. No BB, é um dos principais responsáveis pela desestatização.

 

Carlos Hamilton

Entre os primeiros a ser chamado para a equipe de Novaes, Carlos Hamilton foi diretor de Política Econômica do Banco Central entre 2010 e 2015. Atualmente VP de Gestão Financeira e de Relações com Investidores do BB, seu nome é considerado, por alguns servidores do banco, como um dos mais fortes para assumir a vaga. 

 

Hélio Magalhães

Indicado para o CA do BB pelo Ministério da Economia, em 2019, Magalhães é próximo do secretário de Desestatização, Salim Mattar. Ele tem auxiliado no projeto de desinvestimento do BB.

 











Comente Logo Abaixo