Bem Vindo , Hoje é

00:00:00

NOTÍCIAS / POLÍTICA

Estado acusa hospitais particulares de maquiar dados do Covid 19 e pode acionar MP

DIEGO FREDERICI,FOLHA MAX  / 

20 de Março de 2020 as 17:08

O secretário de Estado de Saúde (SES-MT), Gilberto Figueiredo, confirmou que os hospitais privados de Mato Grosso estariam “maquiando” dados da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). De acordo com o chefe da pasta, as unidades de saúde privadas não estariam informando o número correto de casos suspeitos em exames preliminares.

A informação foi repassada numa live feita pelo secretário de saúde e que foi transmitida nas redes sociais nesta quinta-feira (19). Gilberto Figueiredo também revelou que uma reunião foi realizada entre representantes do Governo do Estado e o Ministério Público (MP-MT) para tratar do assunto. O órgão poderá propor ações contra essas unidades de saúde – ou firmar termos de ajustamento de conduta (TACs).

“Infelizmente a rede privada não se sente obrigada de fazer as modificações necessárias”, criticou o secretário de saúde.

Gilberto Figueiredo também citou alguns dados da pandemia do Covid-19 em Mato Grosso. Segundo o secretário, o número de casos suspeitos aumentou 136% em menos de 24 horas: na última quarta-feira (18), 25 pacientes eram monitorados. Já nesta quinta-feira, o número saltou para 59 pessoas.

O secretário de saúde também contou que, a partir desta quinta, o Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen-MT) também irá realizar os testes de contraprova para diagnosticar a doença – algo que era feita apenas em 3 laboratórios nacionais, fora do Estado.

Figueiredo revelou ainda em sua live que Mato Grosso pretende adquirir 10 mil kits de testes para diagnóstico do Covid-19 – além dos 500 kits semanais que deverão ser fornecidos pelo Ministério da Saúde.

Ontem, a Secretaria de Saúde confirmou o primeiro caso de coronavírus no Estado. Era um dos que tinham sido notificados por um hospital particular. Durante a transmissão, o secretário de Saúde também justificou a não contabilização de outros 2 casos confirmados (1 em Cuiabá, e 1 em Rondonópolis) em hospitais particulares de Mato Grosso. Os exames aguardam as contraprovas que foram enviadas a laboratórios credenciados pelo Governo Federal.

“Eu como secretário de Estado, autoridade máxima sanitária no Estado, só vou divulgar aquilo que tenho certeza absoluta que for verdade. Imagine você se eu receber de pronto o exame de um laboratório não credenciado, admitindo como caso verdadeiro, os efeitos colaterais que vai virar na vida desse paciente, nas pessoas que estão no entorno dele, e na cidade onde ele mora?”, indaga o secretário.

Na próxima sexta-feira (20), o secretário Gilberto Figueiredo deve divulgar novas informações sobre o Covid-19 em Mato Grosso.











Comente Logo Abaixo